Arranca amanhã julgamento de jovem supostamente violada por agentes da UIR

Arranca esta quarta-feira, na 39ª secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, o julgamento do caso da jovem de 22 anos, supostamente violada por três agentes da Unidade de Intervenção Rápida (UIR), no bairro da Mafalala, cidade de Maputo. O caso ocorreu no dia 9 de Agosto de 2020 e, poucos dias depois, as autoridades policiais detiveram os indiciados, ora afectos na Brigada Montada da cidade de Maputo.

Naquele período, a UIR distanciou-se dos atos perpetrados pelos seus agentes e garantiu que os três seriam punidos de forma exemplar. Além do processo-crime, decorre, igualmente, um processo disciplinar e a decisão mais eminente a ser tomada é a expulsão.

Deixe uma resposta