Ministro das Finanças do Qatar detido por abuso de poder

O ministro das Finanças do Catar, Ali Cherif al-Emadi, está detido por maus-tratos à força e roubo de bens públicos, relatado hoje na mídia próxima. O oficial jurídico principal solicitou a captura do ministro das Finanças, Ali Cherif al-Emadi, para interrogá-lo sobre dados sobre irregularidades ligadas à ajuda pública, incluindo danos a bens públicos, maus-tratos de capacidade e maus-tratos à força, indica os métodos de correspondência da vizinhança.

A autoridade noticiosa da QNA, citada pela Lusa, disse que foi aberto um pedido, sem dar mais subtilezas. Al-Emadi assumiu o controle do Ministério das Finanças em 2013.

Ele também é administrador do Conselho de Administração da aeronave pública Qatar Airways e do banco de negócios Qatar National Bank. Apesar do fato de que efetivamente houve capturas de indivíduos de nível significativo em casos de aviltamento, no Catar, fontes oficiais mostraram, de acordo com a France-Presse, que Al-Emadi é o mais inconfundível para lidar com tais acusações durante o governo do Emir Sheik Tamim ben Hamad Al-Thani. Um representante no Catar revelou à AFP que em todos os casos é ótimo ver os governos respeitarem suas leis e levarem a sério a degradação e os maus-tratos à força. É extraordinário, mostra que o Catar vê a contaminação de maneira adequada e isso ajuda no quadro do respeito à lei e à ordem”, pensou outro representante em Doha. Rico em gás, o Catar é um dos menores estados árabes, com uma população de 2,8 milhões, a maioria dos quais estrangeiros.

Deixe uma resposta