Tribunal emite mandado de captura para directora de Economia e Finanças de Manica

O Tribunal Judicial da Província de Cabo Delgado dá um pedido de captura e confinamento da actual superintendente comum da Economia e Finanças de Manica, Maria Nhalivilo, condenada a cinco anos de prisão por seis infracções. Maria Nhalivilo é considerada uma fora-da-lei. Os apurados foram submetidos durante a prática dos elementos de fiscal da região de Mueda, no território de Cabo Delgado, algures no intervalo de 2017 e 2019. Entre as violações apresentadas, conforme sentença do Tribunal Judicial da área de Cabo Delgado, são suporte monetário em negócios, roubo e utilização de relatórios falsos.

Deixe uma resposta